A Conquista Bauruense

211007_369799_dsc_9579
Ah como é bom ver o basquete bauruense sendo campeão novamente… A conquista do Paulista consumada no último dia 11, no ginásio do Paulistano, entrou para história e coroou o trabalho feito do time, ou melhor, da família Bauru Basket.

O que falar desta diretoria? Simplesmente fantástica. Trabalham duro, fazem de tudo para que o produto basquete esteja elevado no seu mais alto nível – e dão um show na administração da equipe: O investimento na base e o fechamento de contratos de 3 anos com alguns jogadores, mostram que o projeto da cidade sem limites é a longo prazo, algo não muito normal no nosso país.

Outro grande responsável pelo sucesso da equipe é o patrocinador máster, a Paschoalotto. Ver uma empresa tão séria não só investir, mas se entregar literalmente, dando todo o respaldo a um projeto da bola laranja, emociona este que vos escreves.

E esta torcida? Na Panela sempre dão show, mas os que estes malucos fizeram em São Paulo foi espetacular, algo inexplicável, indescritível.

Indescritível também é o trabalho da comissão técnica – Montaram um excelente elenco, superaram o péssimo calendário e foram coroados com esta conquista.

Conquista está que passou muito bem pela zona pintada. Murilo, meu companheiro na conquista do brasileiro de 2002, saiu e voltou campeão; Thiago Mathias aproveitou muito bem o espaço, entrando bem nas partidas; E Lucas Tischer foi um monstro: com toda sua garra e força, o “gigante loiro” cativou a torcida logo de cara, e foi uma peça importantíssima na caminhada bauruense.

1456564_687072711313725_695249873_n

Luquinha, Gui e Andrezão, que passaram pela base, estão vivendo um momento muito mágico, um momento muito especial; Fabian Barrios entrou muito bem, com seu estilo “corazón caliente” encaixou no time, e se tornou um dos principais nomes da equipe; O gatilho de ouro, Fernando Fischer, retornou com tudo, e deu uma sonora resposta aos críticos;

Mas dois personagens eu gostaria de destacar: Larry Taylor e Ricardo Fischer. O alienígena é o grande ídolo do time. Poucos se lembram, mas no início da temporada 2012/2013, ele recusou uma proposta muito boa do Flamengo, e hoje, se torna campeão na cidade que o acolheu, que lhe transformou Rei. E como chama a responsabilidade o jovem Fischer… Jogador de atitude, de habilidade e agilidade… um Jogador completo…. Um campeão que merece seleção.

Ver o basquete bauruense sendo campeão novamente me traz uma alegria e uma recordação muito feliz. Em 2002, fomos campeões para a alegria desta cidade maravilhosa e dos meus dois maiores troféus: Minha mulher Ester e meu filho Lukas.

Ver o basquete bauruense sendo campeão novamente me traz uma alegria e uma recordação muito feliz. Em 2002, fomos campeões para a alegria desta cidade maravilhosa e dos meus dois maiores troféus: Minha mulher Ester e meu filho Lukas.

Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Pivô Josuel se recupera de cirurgia para voltar às quadras ainda em 2012

Ex-jogador da Seleção Brasileira de basquete, Aristides Josuel operou o pé direito e deve voltar a treinar no próximo mês

Foto: Luiz Setti

Um dos maiores jogadores da seleção brasileira, o pivô Josuel continua firme e forte em sua reabilitação visando sua volta às quadras de basquete. Depois de perder cerca de 20kg durante um mês que passou em um Spa Médico em Sorocaba, o atleta teve que operar o pé direito, buscando ficar em forma para jogar.

“A cirurgia foi tranquila, me deram uma anestesia local, mas eu não me segurei e tiveram que me amarrar na cama, até que pedi algo para que eu conseguisse dormir para não ver nada”, revelou Josuel, que afirmou que deve estar apto a voltar a correr em pelo menos um mês. “Estou fazendo fisioterapia três vezes por semana. Tive que ficar por 15 dias sem colocar o pé no chão, andando de muletas. São muitos os cuidados, tenho que fazer o curativo duas vezes por dia, pois ainda está muito feio”, disse o pivô, em tom bem humorado.

O último clube que Josuel passou foi o Pinheiros, ainda em 2011, quando foi dispensado exatamente por causa da lesão no pé. Agora, o jogador está morando em Agudos, no interior de São Paulo, próximo à Bauru, onde ele pretende se firmar para jogar, na equipe do técnico Guerrinha, ex-companheiro de quadra de Josuel nas Olimpíadas de Barcelona, em 92.

Enquanto não se recupera da cirurgia, Josuel tem se ocupado com outras ações e funções. Com 2,08m de altura, o pivô chama atenção também por seu esforço e dedicação. Aos 42 anos, o atleta está estudando Educação Física em uma Faculdade de Bauru. Mesmo lesionado, Josuel dá sempre um jeito de ir às aulas. “Tenho alguns amigos que têm me ajudado a me levar, pois como estou em Agudos e não posso andar, eles tem se revezado e me dado apoio neste momento complicado de recuperação”, revelou Josuel, que além da Faculdade, completou um curso de oratória em Sorocaba, aprendendo a ministrar palestras e clínicas.

“Foi uma experiência muito bacana, pude aprender bastante e aperfeiçoar diversas coisas. O professor disse que gostou bastante do meu desempenho, que eu já estava quase pronto”, completou o pivô, que já participou de diversas clínicas esportivas incentivando os jovens a prática do esporte.

 

 

Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Recém chegado!

Este é o blog do pivô Aristides Josuel dos Santos, um dos maiores jogadores de basquete que o Brasil já teve. Com 2,08m de altura, o atleta vestiu a camisa amarelinha durante dez anos. Presente nas ultimas duas Olimpíadas em que o basquete masculino se classificou antes de Londres 2012 (Barcelona/1992 e Atlanta/1996), Josuel acumula convocações e histórias pela seleção brasileira, além de títulos e passagens por clubes renomados, como Franca, Flamengo e Pinheiros, entre outros. Além de ter sido campeão dos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, no Canadá, em 1999.

Conheça um pouco mais sobre o Josuel:

Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.